DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017 | |

Princesa Isabel, PB

Portal Folha da Serra no Facebook Portal Folha da Serra no Twitter Portal Folha da Serra no Google Plus Fale conosco
Publicado em 04/05/2017 às 13:03:19

Seca: Profissão Repórter destaca inoperância da Cagepa;Secretário não consegue explicar ingerência

Coisas da Paraíba

77_download (1).jpg

Desde 2012, os estados do nordeste brasileiro vivem o que já é considerada a pior seca dos últimos cem anos. O período de estiagem afeta a vida de 23 milhões de pessoas que vivem no semiárido nordestino. São 600 mil animais perdidos e mais de 600 cidades em estado de emergência por causa da falta de água.


Água do rio São Francisco não sai da promessa


A água da transposição do rio São Francisco chegou a Monteiro, na Paraíba, com festa por parte dos habitantes da região. A água viajou 217km de Pernambuco até Monteiro, onde foi liberada para o rio Paraíba, que cruza o estado e abastece 30 cidades. Mas, dias depois da liberação da água, o abastecimento nas casas ainda é irregular. Em muitas a água sequer chega na torniera mesmo que eventualmente, mas mesmo sem prestar o serviço, as contas de água da Cagepa são entregues religiosamente em dia.


A Companhia de Água e Esgoto da cidade informou que faltam equipamentos que façam o bombeamento necessário para a água chegar ás torneiras das casas. O sanfoneiro Nô da Lagoa não teve água nem por três horas durante o dia depois de dois meses de espera. "Achei que eu fosse sair do balde. Mas vou sair, se Deus quiser."


Procurado pela reprotagem do Profissão Repórter, o secretário de Recursos Hídricos da Paraíba, João Azevedo, tentou contornar a situação afirmando que "A Companhia tem agido para se só seja efetivamente cobrado a água que é entregue, seja em racionamento, ou em condições normais", garantiu. 


A reportagem do Profissão Repórter rebateu os argumentos de João Azevedo, que titubeou e, gaguejando, não consegiu contornar a situação.

Paraibaradioblog

Deixe seu comentário